Google Website Translator

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Tinian North Field: a maior base aérea da Segunda Guerra Mundial

Em Tinian, nas Ilhas Marianas, no Oceano Pacífico, existem ainda hoje alguns vestígios do que foi, um dia, a maior e mais movimentada base aérea construída na Segunda Guerra Mundial, o North Field.
North Field teve sua construção iniciada pelos japoneses que ocupavam a ilha até meados de 1944, e foi denominado Ushi Point Airfield. Era uma base de aviões de caça, com uma única pista de 1.335 metros de comprimento.

Em 1944, as ilhas Marianas, em especial Guan, Saipan e Tinian, tornaram-se locais altamente estratégicos, pois seriam bases ideais para se lançar ataques diretos ao Japão metropolitano. A batalha pela conquista de Tinian durou apenas poucos dias, entre 24 de julho e 1º de agosto de 1944. A campanha de Tinian foi uma das operações anfíbias mais bem sucedidas da Segunda Guerra Mundial, em contraste com as custosas campanhas de Guan e Saipan.

Por essa época, os americanos estavam engajados em uma campanha de bombardeio do Japão, utilizando aeronaves Boeing B-29, então o mais poderoso bombardeiro em uso no mundo inteiro. Os B-29 eram aeronaves de longo alcance, pressurizadas, capazes de conduzir pesados bombardeios estratégicos que, assim supunham os generais, seriam capazes de colocar o Japão de joelhos e terminar a guerra sem que houvesse necessidade de invadir as principais ilhas japonesas.
Infelizmente, os bombardeios conduzidos pelos B-29, a partir de bases na China, não surtiram os efeitos esperados. Eram missões altamente ineficientes e perigosas, realizadas no limite de alcance dos B-29, que não podiam levar a carga ideal de bombas para as missões.

Com a conquista das Ilhas Marianas, os americanos tinham disponíveis bases em potencial muito mais próximas do Japão. A construção de bases de B-29 em Guan, Saipan e Tinian começou imediatamente, e antes ainda de ficarem prontas, os B-29 foram transferidos para lá. Desde abril de 1944, os Estados Unidos formaram a 20ª Força Aérea especificamente para conduzir as missões de bombardeio estratégico contra o Japão, utilizando os B-29.

O North Field foi expandido rapidamente, a partir do campo de pouso japonês, para uma base de 3 pistas pavimentadas e paralelas de 2.438 metros, capacitadas a operar os pesados B-29 praticamente sem restrições. Em maio de 1945, uma quarta pista foi concluída. O North Field de Tinian tornou-se, de longe, o maior aeroporto operacional do mundo. Os trabalhos de construção exigiram a movimentação de quase um milhão de metros cúbicos de terra e de corais, mas mesmo assim a construção foi feita em um tempo recorde.
North Field tornou-se base do 21º Comando de Bombardeiros, 313ª Ala de Bombardeiros, constituída com as seguintes unidades: 6º Grupo (identificada com um "R" dentro de um círculo pintado nas caudas dos B-29), 9º Grupo (um "X" dentro de um círculo), 504º Grupo (um "E" dentro de um círculo) e 505º (um "W" dentro de um círculo) Grupo de Bombardeiros. Essas unidades, que foram ativadas em dezembro de 1944, realizaram missões inicialmente sobre Iwo Jima e posteriormente sobre o território do Japão metropolitano.
As pistas de North Field eram denominadas "A", "B", "C" e "D", de Norte para Sul, e todas eram orientadas no sentido Leste-Oeste.

Em julho de 1945, uma nova unidade aérea, o 509º Composite Group, chegou à North Field. Embora fosse formalmente vinculado à 313ª Ala de Bombardeiros, o 509º estava sob comando direto do Quartel-General da 20ª Força Aérea. O 509º desde cedo ficou cercado por uma aura de segredo e mistério. Suas aeronaves não tinham a configuração convencional das demais aeronaves da 313ª Ala, pois eram equipadas para levar pesadas bombas solitárias do tipo "arrasa-quarteirão", ao invés do grande número de bombas incendiárias de napalm carregado pela maioria dos B-29. O 509º utilizou principalmente a pista "A", situada no extremo norte do campo.

A verdadeira missão dos 15 B-29 do 509º Composite Group somente ficou esclarecida depois que duas de suas aeronaves, o "Enola Gay", comandado por Paul Tibbets Jr, e o Bock's Car", comandado por Charles Sweeney, lançaram duas bombas atômicas sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, respectivamente em 6 e 9 de agosto de 1945.

Para evitar que um acidente na decolagem, comum àquela época, pudesse provocar uma explosão atômica que destruísse North Field, as bombas destinadas a Hiroshima e Nagasaki foram armadas durante o voo, a uma distância segura de Tinian.

Depois dos bombardeios atômicos, o Japão logo pediu rendição. O tratado de paz entre o Japão e os Estados Unidos foi assinado a bordo do encouraçado Missouri, ancorado na Baía de Tóquio, em 2 de setembro de 1945.

Logo após o fim da guerra, as unidades da 313ª Ala foram desativadas e as aeronaves voltaram aos Estados Unidos. O 509º Composite Group foi destacado da 313ª Ala e transferido para a base de Roswell, Novo México. A última unidade a evacuar North Field foi o 505º Grupo, em 30 de junho de 1946. North Field foi desativado formalmente em 30 de março de 1947, e desde então abandonado completamente.
Diversas carcaças de B-29 acidentados ou com danos de combate, que não puderam voar de volta aos Estados Unidos, lá permaneceram, mas foram desmanchadas e transformadas em sucata durante os anos 50. As construções foram demolidas, mas as pistas, já bastante degradadas, continuam lá, como uma lembrança do final da Segunda Guerra Mundial. Viraram apenas uma simples atração turística para visitantes da ilha. A vala de onde foram carregadas as bombas atômicas para os bombardeiros foi preservada e continua lá, hoje coberta com uma espécie de telhado de vidro (foto abaixo). Mas nenhum avião mais pousa no lugar que já foi o maior aeroporto do mundo.

Um comentário:

Gostou do artigo??? Detestou? Dê a sua opinião sobre o mesmo.