Google Website Translator

domingo, 2 de agosto de 2009

Curiosidades Aeronáuticas - VIII

O mais antigo Boeing 747 ainda em atividade é o N747GE, operado como uma plataforma de testes pela GE. Essa aeronave voou pela primeira vez em 03 de março de 1970 e seu primeiro operador foi a Pan Am, que o matriculou N744PA. A aeronave, batizada como "Clipper Ocean Spray" permaneceu em serviço até o fim da Pan Am, em dezembro de 1991. A GE adquiriu o veterano 747 como plataforma de testes dos motores GE-90, que iriam equipar posteriormente os Boeing 777, e a aeronave permanece ativa até hoje.
Alguns motores antigos tinham partida por cartucho de pólvora, os quais eram inseridos em um compartimento ao lado do motor e disparados eletricamente pelo piloto. Existiam tipos de cartuchos específicos para partidas em tempo muito frio. O Vought F-4U Corsair era equipado com motores Pratt & Whitney R-2800 equipados com esse sistema de partida.

O atual uniforme utilizado pelos pilotos de aeronaves foi inventado por Juan D. Trippe, o fundador da Pan Am, que se inspirou nos uniformes utilizados na marinha. Antes disso, os pilotos usavam simples macacões de voo.
A Varig empregou durante muito tempo apenas homens como comissários de voo. As primeiras comissárias da empresa foram contratadas em 1955, para tripular os Lockheed L-1049 Super Constellation, já que essas aeronaves tinham camas para os passageiros, e a empresa julgou que seria inconveniente que homens atendessem mulheres ou crianças que ocupassem essas camas durante os longos voos até a América do Norte.

O primeiro Douglas DC-3 fabricado operou no Brasil pela Vasp, Loide Aéreo Nacional e Varig. Originalmente fabricado com a denominação Douglas DST (Douglas Sleeper Transport), essa aeronave foi redenominada DC-3, a primeira aeronave a receber essa denominação. Fabricada para a American Airlines em agosto de 1936 e matriculada NC16009, essa aeronave veio depois para a Vasp, onde foi PP-SQH, e depois para o Loide e para a Varig, onde operou com a matrícula PP-ANU. Teve sua cauda destruída pela hélice de um Curtiss C-46 em Congonhas, sendo a mesma substituída pela cauda de outro DC-3 destruído em um incêndio de hangar. Nessa restauração, a porta da aeronave, que originalmente ficava do lado direito, passou para o lado esquerdo. O PP-ANU foi preservado, e hoje se encontra em frente ao antigo Museu da Varig, no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Será transferido brevemente para a PUC/RS.

Um comentário:

  1. Que machismo da Varig contratar comissárias a partir de 1955, em?! Homens comissários são muito importantes sim, mas por favor, não vamos generalizar! Bom, ainda bem que isso mudou e como mudou! ;)

    ResponderExcluir

Gostou do artigo??? Detestou? Dê a sua opinião sobre o mesmo.